quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Fundo público de R$ 2 bilhões para campanhas é aprovado na Câmara


O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (4) o texto-base para criar mais um fundo público para financiar os candidatos.

Falta ainda a votação dos chamados “destaques”, que são tentativas de alteração no texto, ainda nesta quarta. Após isso a proposta segue para a sanção de Michel Temer.

Caso o presidente da República dê aval ao que for aprovado no Congresso, em 2018 cerca de R$ 2 bilhões de recursos públicos serão direcionados aos candidatos. O valor se somará aos cerca de R$ 1 bilhão do atual Fundo Partidário.

Por meio de uma manobra regimental, a medida foi aprovada em votação simbólica, sem registro nominal dos votos, já que a maioria dos deputados não quis deixar “digital” de apoio à medida.

A proposta também acaba com a propaganda partidária (não a eleitoral) na TV e rádio a partir de 2018.

O novo fundo sempre foi o principal objetivo da atual reforma política debatida no Congresso. Os partidos afirmam não ter como bancar as campanhas desde que o Supremo Tribunal Federal proibiu, em 2015, que as empresas continuassem a financiar o mundo político.

“Corta-se verba pública em todo lugar. Mas os políticos se acostumaram a fazer campanha com milhões, isso é uma vergonha”, discursou Ivan Valente (PSOL-SP). “Defendemos porque nós sempre lutamos contra o financiamento privado. Sempre lutamos e sempre formos a favor ao financiamento público, que é a forma correta de se financiar uma eleição, em vez de os candidatos irem às empresas ou aos ricos pedir dinheiro para campanha”, afirmou o líder da bancada do PT, Carlos Zarattini (SP).

Nesta quarta foi promulgado (ou seja, passou a valer) o capítulo da reforma que proíbe as coligações para eleição ao Legislativo e cria regras para barrar a proliferação de partidos.

TELEMARKETING

Em um clima de muito improviso e confusão, o plenário da Câmara havia aprovado mais cedo o texto-base da parte da reforma que trata de mudanças eleitorais.

Boa parte das medidas beneficia partidos e candidatos, mas ainda não há nenhuma certeza de que entrarão em vigor. Isso porque falta a votação ainda nesta quarta de vários “destaques”, que são mecanismos congressuais que podem alterar todo o texto. Após isso, tudo tem que ser aprovado ainda nesta semana pelo Senado para valer nas eleições de 2018.

O relatório do deputado Vicente Cândido (PT-SP) sofreu várias alterações, até a última hora, o que levou deputados a afirmar que não sabiam o que estavam votando. A aprovação ocorreu de forma simbólica (sem registro nominal dos votos).

Entre as mudanças estão a liberação da propaganda paga na internet, com a permissão do chamado “impulsionamento de conteúdo” (pagar para que as postagens nas redes sociais alcancem um público maior), e do telemarketing eleitoral -os cidadãos poderão receber ligações das 9h às 20h, de segunda-feira a sábado, o que hoje é proibido.

O texto também empurra de 2018 para 2022 a instituição de um sistema de impressão em papel do comprovante da votação eletrônica.

As regras para os debates na TV também são alteradas. Hoje as emissoras são obrigadas a convidar candidatos de partidos com mais de nove deputados. Se o projeto entrar em vigor, elas serão obrigadas a chamar candidatos de partidos com mais de cinco deputados.

Se as medidas forem aprovadas, os políticos com multas eleitorais terão um descontão de 90% do valor devido para pagamento à vista.

VEJA AS MUDANÇAS

NOVO FUNDO ELEITORAL (já aprovado por Câmara e Senado, vai à sanção de Michel Temer)

COMO É HOJE: não existe

COMO FICARIA: é criado mais um fundo para financiar as campanhas. Ele será dividido da seguinte forma: 2% igualitariamente entre todos os partidos; 35% divididos na proporção do percentual de votos por eles obtidos na última eleição para a Câmara dos Deputados, desde que o partido tenha pelo menos 1 deputado federal; 48% divididos na proporção do número de representantes na Câmara dos Deputados no dia 10 de agosto de 2017; 15% divididos na proporção do número de representantes no Senado no dia 10 de agosto de 2017.
Distribuição aos candidatos: 50% ao candidato a presidente, governador ou senador; 30% aos candidatos a deputado federal; 20% aos candidatos a deputado estadual ou distrital

PROPAGANDA NA INTERNET (precisa ser aprovado pelo Senado)

COMO É HOJE: é proibida a propaganda paga na internet

COMO FICARIA: é permitido o chamado “impulsionamento de conteúdo”, que é pagar para que as postagens nas redes sociais alcancem um público maior. Exemplo: que o Facebook mostre a postagem a mais seguidores do que normalmente mostraria.

ARRECADAÇÃO DE DINHEIRO DE CAMPANHA (precisa ser aprovado pelo Senado)

COMO É HOJE: só é permitido no período eleitoral, geralmente a partir do final de agosto

COMO FICARIA: começa em 15 de maio do ano eleitoral, pela internet

DOAÇÕES DE PESSOAS FÍSICAS A CANDIDATOS (precisa ser aprovado pelo Senado)

COMO É HOJE: Não pode ultrapassar 10% da renda do ano anterior

COMO FICARIA: Pessoas físicas poderão doar para cada cargo em disputa até 10% de sua renda do ano anterior, limitada a 10 salários mínimos para cada cargo em disputa. Ou seja, em 2018 uma pessoa poderá, se tiver renda compatível, doar até 50 salários mínimos, já que haverá cinco cargos em disputa

TETO DE GASTOS (precisa ser aprovado pelo Senado)

COMO É HOJE: Em 2014, campanhas definiram seu gastos. A vencedora, Dilma Rousseff, declarou gasto de R$ 384 milhões, em valores atualizados para março de 2017

COMO FICARIA: Teto de R$ 70 milhões para candidato a presidente. Governadores, 21 milhões, a depender do tamanho do Estado. Senadores, R$ 5,6 milhões, a depender do tamanho do Estado. Deputados federais, R$ 2,5 milhões; deputados estaduais, R$ 1 milhão

AUTOFINANCIAMENTO (precisa ser aprovado pelo Senado)

COMO É HOJE: não há limite específico para que o candidato aporte recursos próprios em sua campanha

COMO FICARIA: Até 7% do teto para cada cargo, com limite de R$ 200 mil.

PAGAMENTO E PARCELAMENTO DE MULTAS ELEITORAIS (precisa ser aprovado pelo Senado)

COMO É HOJE: candidatos podem parcelar suas multas em 60 vezes ou mais, caso a parcela exceda 10% de sua renda

COMO FICARIA: o parcelamento pode exceder os 60 meses se a parcela for superior a 5% de sua renda ou 2% do faturamento, em caso de pessoa jurídica. Haverá, ainda, nos 90 dias posteriores à entrada em vigor do projeto, desconto de 90% no valor total, para pagamento à vista.

VOTO IMPRESSO (precisa ser aprovado pelo Senado)

COMO É HOJE: votação no país é eletrônica, mas Congresso aprovou a exigência de um comprovante em papel, o que deverá ser implantado a partir da eleição de 2018

FICARIA: Justiça eleitoral pode implantar medida só a partir de 2022

CANDIDATURAS AVULSAS: (precisa ser aprovado pelo Senado)

COMO É HOJE: não são permitidas

COMO FICARIA: há vedação expressa, mesmo que o postulante a candidato tenha filiação partidária

PROPAGANDA ELEITORAL POR TELEMARKETING (precisa ser aprovado pelo Senado)

COMO É HOJE: proibida

COMO FICARIA: é permitida das 9h às 20h, de segunda-feira a sábado, vedada a contratação de empresa para o serviço.

DEBATES ELEITORAIS (precisa ser aprovado pelo Senado)

COMO É HOJE: emissoras são obrigadas a convidar candidatos de partidos com mais de 9 deputados

COMO FICARIA: emissoras são obrigadas a convidar candidatos de partidos com mais de 5 deputados

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

TEMER VAI AO TWITTER E PÚBLICO PEDE CADEIA


Um dia depois de ser denunciado ao STF como chefe de uma organização criminosa que assaltou o Estado e desviou pelo menos R$ 170 milhões, segundo a Procuradoria Geral da República, Michel Temer fez uma aparição no Twitter; publicou sua agenda no Rio de Janeiro, onde visitou o Instituto Estadual Paulo Niemeyer; dezenas de seguidores responderam com pedidos de prisão para o peemedebista, rejeitado por 95% da população; "Visita a cadeia também!", respondeu o seguidor Kaue Vattimo; "Não seria visitar, sim morar", acrescentou Bino do Mar. "A beira da prisão o sr deve estar muito nervoso mesmo", disse outro seguidor, Marcelo Ricardo; "Desembarca de Brasília (Planalto ). Geddel está te esperando na papuda!!!", afirmou ou seguidor; no evento, Temer não comentou sobre a segunda denúncia contra ele 
https://www.brasil247.com/

domingo, 20 de agosto de 2017

Três homens são executados em vários pontos de Rio Branco na noite deste sábado, 19

DA REDAÇÃO AC24HORAS 20/08/2017 10:41:35

Um ex-militar do exército é assassinado no Mocinha Magalhães. O crime aconteceu na Rua Melancia, por volta das 18h deste´sábado, 19. A vítima Sandro Lucas Dione, de 22 anos, foi alvejado com vários tiros e morreu antes de receber socorro.

Segundo informou testemunhas à polícia, os criminosos estavam em uma motocicleta. Sandro foi abordado no meio da rua e o garupa efetuou os disparos. Mesmo ferido, ele ainda tentou correr pedindo socorro a quem passava, mas, caiu no chão e morreu antes de receber atendimento.

O local passou por análise pericial e após a coleta de informações, militares saíram em busca dos criminosos. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e soma mais um caso a ser desvendado pela Polícia Civil do Acre.



Outro caso aconteceu no bairro Defesa Civil. Michel Barretos Camat, 18 anos, foi assassinado na noite deste sábado (19), na Rua Fluminense, região do Bairro Defesa Civil. Ele foi alvejado com vários disparos realizados de uma arma de fogo tipo pistola.

As informações sobre o crime com características de execução são poucas. Ao que tudo indica o jovem foi surpreendido enquanto estava sentado em uma cadeira. Quando a polícia chegou ao local encontraram próximo ao corpo um rifle, calibre 22 e uma pequena quantidade de entorpecente embalado.

Outro caso registrado foi de um homem encontrado delegado no Barro Vermelho na noite deste sábado. O Corpo foi encaminhado ao IML sem identificação. A policia ainda tenta saber as circunstâncias do crim

TENTATIVA DE HOMICÍDIO DEIXA JOVEM COM TIRO NO OMBRO



TENTATIVA DE HOMICÍDIO DEIXA JOVEM COM TIRO NO OMBRO

O TIRO FOI À “QUEIMA ROUPA”

Até quando teremos que conviver com essa insegurança em Tarauacá!!! Hoje foi ela (Aparecida), amanhã pode ser eu ou voce. Segundo informações o tiro foi bem de perto. Pegou na altura do ombro e irá preciso passar por cirurgia. Ela estar em estado estável, não correrrisco mais gravemente. Aparecida é muito querida nos grupos das redes sociais e tem muitos amigos. Bonita e carismática, cativa todos com uma boa conversa. Torcemos pela sua pronta recuperação. Deus lhe proteja e te ilumine com uma ótima recuperação menina.

Segundo informações da Polícia em grupos de watsApp, prenderam dois dos três que praticaram o assalto e tentativa de homicídio. "Galera o tiro foi à queima roupa. Um amigo que estava com ela no hospital disse que o cara encostou o cano nela e atirou, as balas vararam do outro lado, saiu alguns caroços de chumbo mas ainda tem alojado, talvez por isso vai precisar viajar".

A situação em Tarauacá estar caótica e violenta. O crime se instala com facilidades. Os comentários da própria justiça não são animadores. Há uma Lei que prende e outra que manda soltar. A impunidade toma conta!!!

Conversei com sua amiga próxima agora a pouco. Ela me falou:“Aparecida está bem. Estive com ela, graças a Deus. Agora é torcer para sua recuperação amigo. Ela até sorriu quando me viu”. Afirmou sua amiga próxima.

Como sempre, são alguns menores à mando do crime e para sustentar o vício na droga. Finais de semana, sempre estão por perto das lojas do centro da cidade e procurando um local propício para aplicarem seus golpes. Como sempre ao serem presos a pergunta: "Quem mandou?". Sempre a mesma resposta: "Se falar me matam!!!"

Foram três. 02 homens e 01 mulher. Tudo acontece mais ou menos assim na terrinha. Veja o depoimento de um cidadão: “Essa daí roubou a loja do meu irmão. Foi tudo filmado, a policia agiu rápido e prendeu ela, e recuperou parte do roubo, mas no outro dia já tava passando em frente da loja sorrindo e duas semanas depois botou fogo no ônibus”. É isso aqui o que acontece em Tarauacá. Alguma coisa não ta certa e muitos estão deixando de aplicar o que lhe é determinado na constituição (Lei).

MAIS INFORMAÇÕES MAIS TARDE...
Fonte eTexto: escrito pelo o blog do Kbym

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Pesquisa Vox Populi aponta empate técnico entre Gladson Cameli e Marcus Viana


Segundo o instituto de pesquisa, foram ouvidas 600 pessoas em 18 municípios dos 22 municípios acreanos
O pré-candidato da oposição Gladson Cameli (PP) e o governista Marcus Viana (PT) estariam tecnicamente empatados nas intenções de voto dos acreanos para as eleições gerais do ano que vem, de acordo com uma pesquisa encomenda pela TV Gazeta ao instituto Vox Populi. Os números foram divulgados no Gazeta em Manchete, principal jornal da afiliada da Rede Record, na noite desta segunda-feira (31).
Na sondagem do voto estimulado, segundo a TV Gazeta, Gladson Cameli alcançou cerca de 46% das intenções de voto, enquanto o prefeito de Rio Branco, Marcus Viana conseguiu os mesmos 46% – o que daria um universo de 92% do eleitorado com voto definido a mais de um ano para acontecer a disputa eleitoral que define o nome do novo chefe do executivo – ninguém, brancos e nulo 6% – não souberam responder 2%.
Já na sondagem espontânea, o cenário muda e favorece o candidato da oposição. De acordo com os números apresentados pela TV Gazeta, Gladson Cameli, teria 12% dos votos. Marcus Viana, aparece com 9%. Sebastião Viana, teria 3%. Jorge Viana, 2%. Enquanto disparam os números de ninguém, brancos e nulos com 24% e não souberam responder 45% – colocando a disputa aberta para as eleições 2018.
Segundo o Vox Populi, na sondagem estimulada pelo primeiro voto ao Senado, Jorge Viana, do PT, teria 27% – seguindo por Marcio Bittar, que aparece com 15% – Major Rocha, do PSDB, tem 14% – Sérgio Petecão, do PSD, aparece com 11% – Tião Bocalom, do DEM, 8% – Ney Amorim, do PT, com 7% – Vagner Sales, do PMDB, com 7%. Ninguém, brancos e nulos, 8% – não souberam ou não responderam, 2%.
Na pesquisa estimulada pelo segundo voto ao Senado, Márcio Bittar lidera com 18% – seguindo por Jorge Viana, que teria 13% – Sérgio Petecão, 13% – Tião Bocalom, 13% – Major Rocha, 10% – Ney Amorim, 9% – Vagner Sales, 8%. Ninguém, brancos e nulos, 5% – não souberam ou não responderam, 11%. A TV Gazeta informa que foram ouvidas 600 pessoas em 18 municípios, margem de erro de 4% e nível de confiança de 95%.
Estranhamente, a TV Gazeta não divulgou dados sobre a rejeição dos candidatos ao governo do Acre, nem dos oposicionistas e governistas que apresentaram pré-candidaturas a senador, o que impossibilita uma análise mais aprofundada das chances de cada postulante.
Ray Melo, da editoria de política do ac24horas 31/07/2017 21:09:39

LEI DE INCENTIVO DIVULGA: RESULTADO 2017


LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE DO ACRE, DIVULGA RESULTADO EDITAL 2017
TARAUACÁ

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Terra da mulher bonita: Beleza e praia, a combinação perfeita do verão em Tarauacá

O município de Tarauacá, localizado a 450 km de distância da capital Rio Branco, é famosa no país pelo tamanho do abacaxi e a beleza das mulheres da terrinha.

Todavia, a fama da cidade não se resume aos “substantivos” já mencionados. A exuberância de suas praias tem sido o cartão postal da cidade, no período que vai de julho a outubro, época que estas obras da natureza divina entram em sintonia: as mulheres e as praias.

Por: Leandro Matthaus